Sindicatos assinam acordo coletivo que prevê reajuste salarial e calendário de abertura do comércio 2021/2022

ACE Ourinhos 07/10/2021 - 23:59:03 Cidade

O aumento do salário será de 10,42% com o objetivo de corrigir a inflação, seguindo os índices do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor)

Foi assinado nesta quinta-feira (7) o acordo coletivo de trabalho que regula o trabalho dos comerciários e funcionamento das empresas do comércio varejista, bem como o calendário de abertura das lojas em datas especiais e em dias de feriado, entre o período de 1 de setembro de 2021 a 31 de agosto de 2022. 

Continua depois da Publicidade

O acordo foi firmado pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Ourinhos, o Sincomerciários, através do seu presidente Aparecido de Jesus Bruzarosco e pelo Sindicato do Comércio Varejista de Ourinhos – o Sincomércio, com seu presidente Frédnês Correa Leite. Também participou do evento, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos, Robson Martuchi, como representante da entidade que defende e ampara o setor empresarial do município.

Em sua fala, Frédnês destacou que Ourinhos mais uma vez saiu na frente na confecção do acordo anual. "Muitas cidades ainda não assinaram o acordo, que se torna lei e garante os direitos do trabalhador, assim como as oportunidades para os empresários. Acreditamos que a nossa conduta de proximidade entre os sindicatos e antecipação, vai ajudar o comerciante a se preparar para as vendas de natal e também para a abertura em alguns feriados" destacou Fred.

O presidente do Sincomércio apresentou o primeiro ponto do acordo, que envolve o reajuste salarial para os empregados do comércio da cidade. De acordo com o documento: os salários fixos ou parte fixa de salários misto serão reajustados a partir de 1º de setembro de 2021, mediante aplicação do percentual de 10,42% incidente sobre os salários fixos ou parte fixa de salários misto já reajustados em 1º de setembro de 2020". 

"Nós seguimos o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e reajustamos o salário dos empregados do comércio, que assim como todos os brasileiros, estão sofrendo com o aumento da inflação e crise econômica. A inflação está avassaladora e corrói o salário do brasileiro e por isso, precisamos repor esse valor", destacou.

Também ficou acordado o calendário de abertura do comércio até o dia 31 de agosto de 2022. Ficou decidido pelos sindicatos, que neste feriado prolongado, o comércio abre no domingo (10) até as 17h, com autorização somente para lojas de artigos infantis. Na segunda-feira (11) o comércio funciona até as 22h, como já tradicionalmente acontece nas vésperas do feriado de Nossa Senhora Aparecida. Já na terça-feira (12) o comércio não abre. 

Em dezembro, ficou decidido em acordo que nos dias 1, 2, 3, 6, 7, 8, 9, 28, 29 e 30 o comércio abre das 9h às 18h. Já nos dias 10, 14, 15, 16, 17, 20, 21, 22, e 23, as lojas funcionam das 9h às 22h.  No dia 13 (Feriado Municipal Aniversário de Ourinhos) as lojas abrem normalmente das 9h às 22h. No dia 19 (domingo) o comércio abre das 9h às 17h, nos sábados  4, 11 e 18 – das 9h às 17h. Nas vésperas de natal e ano novo, dias 24 e 31 as lojas abrem das 9h às 14h (sextas feiras). Ainda em dezembro, na segunda-feira dia 27 o comércio abre das 13h às 18h e nos domingos 5, 12 e 26 as lojas permanecem fechadas, assim como o natal. 

Os sindicatos também decidiram no acordo de trabalho, que em alguns feriados nacionais os comerciantes poderão abrir seus empreendimentos de modo facultativo. São eles os seguintes feriados: 

- 7 de setembro/2021 – Independência (que já aconteceu)

- 15 de novembro/2021 – Proclamação da República

- 13 de dezembro/2021 – Aniversário de Ourinhos

- 21 de abril/2022 - Dia de Tiradentes

- 16 de junho/2022 – Corpus Christi

- 09 de julho/2022 – Revolução Constitucionalista de 32

- 06 de agosto/2022 – Dia do Padroeiro de Ourinhos 

"A concorrência com as lojas digitais só aumenta, além da própria concorrência local. Está cada vez mais difícil se destacar e o comerciante vive isso diariamente. O que o acordo traz é a oportunidade dos lojistas de vender mais, em novas datas e horários, prevalecendo sempre o direito do empregado. Ou seja, o lojista monta escalas, cria novas estratégias para obter mais resultados, sem prejudicar seu funcionário. Essa é a tendência hoje, por isso, estamos de acordo com as posições adotadas pelos sindicatos e agradecemos pela abertura que sempre tivemos com o Bruzarosco e o Frédnês", concluiu o presidente da ACE, Robson Martuchi. 

Publicidade

Mais Acessadas da Semana

Parceiros