Frei agiu em legítima defesa ao atropelar suspeito de furtar igreja no interior de SP, diz advogado.

G 1 12/05/2022 - 03:57:32 Noticias

Frei Gustavo Trindade dos Santos se apresentou ao fórum da Santa Cruz do Rio Pardo, SP, nesta quarta-feira (11) e viajou para Ribeirão Preto, SP, onde vai ficar na casa de familiares. Segundo defesa, sacerdote está abalado emocionalmente.

O advogado César Augusto Moreira, que defende o frei Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, investigado por atropelar um homem suspeito de furtar uma igreja em Santa Cruz do Rio Pardo e não prestar socorro, disse nesta quarta-feira (11) que o padre agiu em legítima defesa do patrimônio.

Continua depois da Publicidade

Moreira, o advogado Rafael Rosário Ponce e o frei estiveram no fórum da cidade à tarde. Depois, foram a Ribeirão Preto (SP), cidade natal do sacerdote, onde ele vai ficar por dois dias até ir para o convento Santo Alberto Magno, no bairro de Perdizes, em São Paulo (SP). Ele deve ser ouvido por carta precatória, na capital paulista.

“O frei esperou o alarme que estava tocando na casa paroquial, espera o serviço de alarme e, enquanto isso, o ladrão pulou o muro e ele tentou deter o ladrão. E qual foi o meio que ele tentou deter o ladrão? Jogou o carro ao ladrão. Legítima defesa do patrimônio e exercício regular de direito”, afirmou o advogado.

O advogado ainda informou que o frei relatou que a paróquia é alvo constante de furtos e citou o artigo 301 do Código de Processo Penal, que diz que qualquer cidadão pode deter alguém que esteja em situação flagrante.

“A lei diz que qualquer do povo pode prender uma pessoa que estiver em situação de flagrante”, disse.

‘Abalado emocionalmente’

Em nota, a diocese informou que o frei Gustavo, ordenado padre em fevereiro de 2021 em uma paróquia na zona Norte de Ribeirão Preto, "foi afastado de suas funções religiosas e se encontra disponível para livremente cooperar com a Justiça".

Ainda conforme a igreja, o padre está arrependido pelo ato e pede orações pela saúde de Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, o homem atropelado.

O advogado disse que, em Ribeirão, o sacerdote vai ficar na casa de familiares e deve ser avaliado psicologicamente.

“O frei está abalado emocionalmente porque justamente ele é um frei, mas as pessoas estão confundindo. O frei não é o super-homem. Ele come, bebe, dorme, tem reação de fuga, de defesa. Ele está abalado emocionalmente. Foi afastado das funções religiosas porque vai precisar de tratamento psicológico”.

Carro apreendido

O atropelamento aconteceu na noite de sábado (7), na Avenida Tiradentes, e foi registrado por uma câmera de segurança.

O carro usado no atropelamento foi encontrado pela polícia e vai ser encaminhado para perícia. Segundo o boletim de ocorrência, a localização do veículo foi informada por um dos advogados que representa o frei Gustavo.

O carro, que pertence à diocese de Ourinhos (SP), estava no estacionamento do Colégio Dominicano, que fica nas dependências do Santuário Nossa Senhora de Fátima. O veículo foi apreendido e deve passar por perícia.

De acordo com a polícia, o frei Gustavo é habilitado, mas deveria ter renovado a carteira de habilitação em fevereiro de 2020. No entanto, o padre deve, a princípio, responder apenas administrativamente pela CNH junto ao Detran.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência da apreensão, o veículo apresentava a parte da frente e as laterais danificadas. O caso é investigado como tentativa de homicídio e omissão de socorro, uma vez que o padre fugiu do local sem socorrer a vítima.

Publicidade

Mais Acessadas da Semana

Parceiros